segunda-feira, 30 de junho de 2008

Estava-se mesmo a ver

Quando tínhamos 6 anos, a minha melhor amiga e eu, brincávamos aos pais e às mães. Como todos os miúdos. No entanto, a nossa versão consistia em dobrar os nossos filhos imaginários, arrumá-los bem escondidinhos na gaveta de um armário igualmente imaginário, e ficar o resto do tempo a beber chá e a conversar. E passávamos as tardes nisto.
Hoje em dia somos as únicas duas no nosso grupo de amigas que continuam solteiras. Era de esperar. Quem nasce torto já não se endireita…
LOL

5 comentários:

PsYcHo_MiNd disse...

E por certo são as que estão melhor! Nada melhor que a vida de solteiro.

Pistaxa disse...

Aki a coisa repete.se e inda bem =D

Hugo disse...

correcção: como todos os miúdos, não! como todas as miúdas... Os garotos brincam com carros, aviões e à bola! (e alguns com o ken paraquedista)

Laredo disse...

Desculpa, acho que aldrabaste o texto, a justificação não serve porque o ditado foi distorcido. Não é "quem nasce torto já não se endireita", mas sim "quem nasce torto, TARDE ou nunca se endireita", o que quer dizer, que ainda podes ter fé...com jeito vais lá! ...que não te sirva de desculpa para não te endireitares, abandona lá a má vida, que já tá na hora...

Pistaxa disse...

Isso aidos ditados são pormenores^^