quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Até onde é que vão por amor?

No seguimento do post anterior sobre o Pedro (Rui) fiquei a pensar nas coisas que se fazem por amor. Nas mais equilibradas porém. Se é que há equilíbrio no amor. A maior coisa que eu fiz até hoje por amor foi tentar mudar uma lei. Tinha um namorado, cujo maior sonho era ser piloto de linha aérea. Já estava a meio do curso quando lhe foi diagnosticada uma doença cardíaca tão rara que a legislação da altura não previa uma situação semelhante. Naturalmente a decisão mais fácil foi impedi-lo de voar. Movi mundos e fundos, falei com entidades dispersas pelo mundo inteiro, fiquei a perceber mais de aviação do que algum dia poderia imaginar. Hoje, apesar de já não estarmos juntos como casal, ele cumpriu o seu sonho e é piloto. E todos os dias me agradece do fundo do coração por isso. Da mesma forma que eu sou agora muito mais feliz por tê-lo feito. Porque quando se ama alguém, ver esse alguém feliz é a nossa felicidade também. E vocês, qual foi a maior coisa que já fizeram por amor?

53 comentários:

Anónimo disse...

casar

Anónimo disse...

Deixa-lo partir pa ser feliz, pois nós dois juntos apesar do grande amor nao funcionavamos.
Ficam os bons momentos!!!

Fada disse...

Ia fazer um post semelhante a este um dia destes...

Mas a pergunta era mais "O que farias por amor?", e não "qual foi a maior coisa que já fizeram por amor?"

Creio que, de todas as coisas que já fiz por amor, (incluindo casar-me, que foi mesmo por amor), talvez a "maior" foi:

Namorar com um homem casado.

Porque foi contra aquilo em que eu acreditava, perdi uma amiga, sofri imenso e, talvez, não tenha valido a pena, porque "não fiquei" com ele...

Mas valeu a experiência, a intensidade dos sentimentos, o facto de ter VIVIDO aquele amor.

Se voltasse atrás... Sabendo o que sei hoje... Não sei se o teria feito, mas provavelmente... Sim.

Beijitos

Tilt disse...

aquilo que mais fiz por amor:

Tentar acreditar que o amor existe.

No fundo é uma desilusão...

hoje em dia as pessoas juntam-se por opção...

a confissão da fada... chocou-me, mas não julgo.

Fada disse...

Tilt:

É natural que choque. Ponderei em comentar anonimamente, mas...

Não me envergonho de algo que fiz por amor.
Não foi por tesão, não foi por paixão, não foi por nada menos que amor.

Daí, decidi partilhar.

:)

Desculpa se te choquei. :(
Não foi com intenção.

Beijitos

Raquel Granja disse...

Acho que à tua beira nao fiz nada. Qualquer coisa que tenha feito "voou" da minha cabeça no instante em que acabei de ler o teu post.

Rita da Maçaroca disse...

Olá Belota! Sou uma grande admiradora do teu blog e fiquei tão entusiasmada com o mundo da Blogosfera que decidi criar o meu... Ainda sou novinha, mas a vida da juventude ás vezes consegue ser uma valente balburdia!Nada comparado com a dos adultos, claro, mas já dá pra rir... :D

Quanto a esta pergunta, da pouca experiência que tenho, acho que nao posso ainda responder seriamente... Já amei alguém mas acredito que é possivel amar muito mais! O "tal" teima e nao aparecer e nao sei se aparecer agora seria o melhor :) Há tempo pra tudo e eu tenho é de aproveitar...

Beijinho

Bauni disse...

Eu vou mudar-me para os EUA.
O meu ingles virou fluente.

*
Por amor aos meus pais estou a acabar um curso que detesto.


Acho que por mim ja fizeram bem mais..tudo coisinhas normais, parece-me (:

xuac para a Belota

Guida disse...

Provavelmente o que nos leva ao mais contraditório dos sentimentos: "simplesmente", ser sua confidente, sua amiga, sua conselheira... para que seja feliz com tds ou qualquer uma, sabendo que comigo não será. Acho que é sem dúvida a maior prova de amor por alguém... quando pomos a felicidade dele, frente à nossa... baseando-nos na permissa "se ele for feliz, eu tb sou"... é quase isso... não fosse o quase, e seria perfeito.

Tenho lido e rido bastante com este blog, mas só agr senti necessidade de dar a minha palavra... vá-se lá saber pk :s

Bjs

*Guida*

Complex_idades disse...

Eu a ACHAR que era amor, terminei uma relação estável de 6 anos por algo que achava que era amor e que durou 6 meses! LOL! Ainda assim, fazia tudo de novo! Quando achamos que é amor, suddenly tudo é vivido de forma mais intensa e tudo é mais belo. Pode não ser AMOR, mas existem ilusões lindas de se viverem. Que sejam eternas enquanto duram :) Xinhos

kataryna disse...

Lol,o máximo que já fiz foi fazer 300 e tal km para estar com aquela pessoa e enviar uma carta por correio com bué coraçoes,o meu perfume e uma foto minha...só lamechices xD
Ainda bem que conseguiste fazer isso :)

Maria disse...

O maximo que ja fiz foi plantar couves no quintal dele , porque ele é todo biologico e tal.. elas cresceram e fizemos umas belas sopas :)
entretanto acabamos e eu fiquei com as mãos cheias de calos (porque andava a cavar e a sachar aquilo) e umas dores nas costas insuportaveis!

Nao valeu a pena.

Rice disse...

(eu a pensar que ia ser original)

Apanhei um comboio as 7h da manha na gare do oriente para fazer 340km ate ao algarve (isto sem os meus pais saberem, sao extremamente conservadores e do seculo XVIII).
O meu namorado nao sabia que eu ia, combinei tudo com o melhor amigo dele. ´
Da estaçao de comboios apanhei um taxi ate à escola dele, depois o tal amigo levou-me ate à porta da sala dele.
Quando ele sai da sala acontece um dos momentos mais felizes da minha vida, nunca me tinha sentido tao feliz, pois sabia que ele tambem estava.

ps. cheguei a lisboa as 21h do mesmo dia, ia sendo apanhada e quase que desamaiei na vinda devido ao panico, mas valeu a pena e voltava a faze-lo

by the way, o facto de ter esperado pelo meu namorado durante dois anos ate podermos estar juntos a tempo inteiro em lisboa, tambem é uma boa prova de ate onde vou por amor e por alguem que me ama =)

kataryna disse...

Li o ultimo comentário e n consegui deixar de dizer que conheço um casal...que ela é do Algarve e ele vive em Roma e namoram há quatro anos...

pamat disse...

Kataryna isso é que é uma raridade, o que esse casal faz:).

Nanita disse...

Por amor, a bem dizer, vou a Massamá. E não digam que não vou bastante longe. :P

Maria disse...

Conhecer uma pessoa numa semana, a 400Km de casa, e passado 2 semanas levá-la a passar férias a minha casa...
Se me arrependo.. Não.. Mas hoje certamente que não o faria.

Beijinho.

Feiticeira disse...

Bem...

O post tocou-me.

Há muitos muitos anos, por amor, saltei a janela de casa, para estar com ele mesmo fora de horas. Portanto saltei a janela, atravessei o jardim de pijama e pantufas e a fazer shop-shop (tinha acabado de regar), para saltar mais 1 metro e tal, para finalmente chegar à estrada, para ele me abraçar no meio da rua, já madrugada dentro.
Foi o melhor abraço que recebi na vida!!!
E era o primeiro amor... lá tudo é mágico.

Mais tarde,
Com 1 amor mais teimoso, dei-me ao trabalho de adivinhar a morada dele pelo google maps e enviei-lhe páginas arrancadas de sonetos da florbela espanca. Assineis só com 1 letra. Ele foi indiferente, mas mais tarde acusou-me de ter sido eu. Neguei sempre.
Pode não ter sido 1 grande feito, mas foi bonito.

reciclado disse...

Belota, eu por acaso sempre quis ser astronauta. Por acaso não acha que nós poderíamos.... sei lá...

Belota disse...

Reciclado, queres que te leve à lua?

Não sei, já memorizaste o blog todo? Sabes como te comportar? lol

Gata Preta disse...

Ui...como alguém comentava la em cima... depois de uns bons anos a penar para ele reparar que existia, depois de tarmos juntos, de partilharmos casa... deixa-lo ir... "O tango é dançado a dois"... enfim... de resto não sou de grandes loucuras. Mas devia ser...devia ser... só me fazia bem... ****

Anónimo disse...

Deixar alguém partir para ser feliz??? Porque nao se entendem?? Então nao era amor...

Carolina* disse...

Eu já fui várias vezes passar dias a lisboa para estar com uma pessoa enquanto que os meus pais pensavam que eu estava em outra cidade (pais conservadores e pensamentos da idade da pedra). Se tenho medo de ser apanhada? Tenho, mas prefiro arriscar, e até agora não houve lugar para arrependimentos.

Anónimo disse...

Anónimo da 0:07,

E quando nos entendemos na perfeição? Deixar esse alguém partir pode ser amor? Deve-se desistir ou deve-se lutar?

Fada,

entendo as tuas motivações. Se vale a pena? Amar vale sempre mais apena e é mais forte que todas as convenções, princípios e ideais que n´so queremos inventar para nós para nos sentirmos mais certinhos e dignos. Querem maior dignidade do que amar alguém?
Não julgue quem não passou por isso.

V.

Guida disse...

Anónimo das 0:07,

a resposta a essa questão é simples: nem sempre o amor é correspondido, nem sempre acaba ao mesmo tempo... vá-se lá saber porque não tem interruptor né?!

Marta disse...

Ora bem...o que já fiz por amor...
Já apanhei dois aviões, num total de cerca de 20h só em voos – sem contar com tempo de espera nos aeroportos-, para passar 4 dias com a pessoa em causa... mas também consegui com que viesse trabalhar para o país onde estou agora sendo que 2 semanas antes de chegar, voltou para a pessoa com quem tinha estado antes de mim... e cá está, e eu cá estou a ajudar no que posso e no que as minhas forças me permitem... só não sei é como vou conseguir...

Eu Mesma! disse...

A maior coisa que fiz por amor....?

Muita estupidez.... deixar de ser mim propria por alguém.... respirar o oxigénio dele... sorrir com ele....

andar quilometros na A1 e oitras vezes na A8 apenas e unicamente para lhe dar um beijo....

enfim...
um sem numero de loucuras que hoje não voltaria a fazer....

Eu Mesma! disse...

Agora...
a maior loucura que fiz por amor a um amigo, e unicamente o meu melhor amigo... foi apanhar um avião para um outro país e ir ter com ele apenas para lhe dar um abraço...

ele estava muito triste e eu tinha ... dias para estoirar?????

:)

Suka disse...

Bem, fiz algumas giras...

Uma vez estava de férias na Suíça e tive de voltar para estar junto dele... Não respirava sem ele!

Outra vez, corri (literalmente) alguns km para o ver. Eram 3 da manhã.

ehehehe

Eternity disse...

a maior coisa que ja fiz por amor?
coisas sem sentido que as pessoas apiaxonadas fazem... podem parecer parvas e sem sentido quando esse amor acaba, mas no momento fazem todo o sentido do mundo.

Andorinha disse...

Olá Belota, "leio-te" há mto tempo, deixas-me bem disposta :)
Por amor apanhei um avião às escondidas dos meus Pais, menti a toda a gente e fui pra Londres passar 4 dias. Uns amigos dos meus Pais viram-me em Oxford Street (como é possível??) e quase me lixo :D Ainda hoje os meu Pais não sonham que o fiz...considero que apesar de não ter tido o dito final feliz, valeu a pena porque fiquei com a minha alma gémea como meu melhor amigo e ainda hoje, quando estou em "moods" mais baixas é ele quem me anima e me faz sorrir. Se calhar ainda é amor :) Ou talvez não, não sei, mas não me arrependo de nada, gosto de ter esta história p'ra contar :) PS: a alma gémea nem sempre é aquele que fica conosco, é uma alma que já foi nossa algum dia quisás ;))

Anónimo disse...

por amor já fiz muitas loucuras, de que me orgulho, mas por amor também fiz a maior asneira da minha vida. basicamente abdiquei da minha vida, dos meus sonhos por alguém e isso não é amor é pura loucura!

amar não nos deve impedir de viver a nossa vida, foram anos dedicados a um amor a que ainda hoje me agarro. apercebo-me que deixei amigos, familia, carreira e sonhos de lado por alguém que se realmente me amasse jamais me teria permitido fazer tal erro!

felizmente não posso dizer que esta má decisão me tenha deixado amarga ou desiludida com o amor, lamento o meu erro e estou cheia de vontade de me encontrar de novo e basicamente viver de novo.

*

Estevão disse...

Ou então querias que ele fosse piloto para estar frequentemente ausente de casa...

reciclado disse...

Belota, a aprendizagem é um processo contínuo; é por isso que continuo a vir cá todos os dias.

Mas é verdade que para missões tão delicadas como a que propões é necessário um treino especial.

Shiine* disse...

A maior loucura que já fiz e continuo a fazer foi por os meus avós; Deixar uma cidade no algarve para vir morar numa aldeiazinha no alentejo (daquels que só tem um multibanco e por ai)so para estar com eles, porque os amo TANTO!!!!
Mas, cá conheci o meu namorado e estou super feliz ! e pronto, faria o mesmo...

Francisco del Mundo disse...

Procuro em todas as relações fazer a maior coisa por amor: amar como se fosse o último dia da minha vida e como se não houvesse mais nada no mundo!
Beijo

Anónimo disse...

A maior coisa que já fiz por amor?
Deixei o meu emprego, tornei-me vegetariano, andei num veleiro à volta do mundo, abri e não bebi uma garrafa de vinho de 1792, atravessei o Irão em direcção ao Iraque, vesti-me de Marco António para ela poder ser a Cleópatra, aprendi a fazer risotto em Itália e sushi em Osaka, fiz um curso completo de Tango e entre muitas coisas mais toquei o My Funny Valentine debaixo da janela da casa de uma exqualquercoisa precisamente à meia-noite e num dia de Lua Cheia que quando me aplico não é para andar a brincar. Há algo de muito reconfortante em excedermo-nos, gosto particularmente de pessoas que extravasem, é libertador. Existe aquele estado de espírito depois de fazermos a “coisa certa”, eu procuro senti-lo muitas vezes, não é só por mim, a felicidade alheia é algo que nos traz anos de vida, em especial de tivermos sido nós a origem da mesma.

Abóbora
Devo, no entanto, referir que não fiz, infelizmente, tudo o mencionado em cima pelo mesmo amor, pela mesma mulher.

Tomás disse...

WOW! A tua história dava um filme de amor!! E no final, muita gente chorava, aposto ctg! Porque não contas a tua história a algum realizaador?? Aposto que era campeão de vendas!!

PS: podíamos dividir o lucro..hein?? fifty fifty :P.

Mas por amor já fiz coisas importantes :)

miguelnn disse...

o k ja fiz mais alucinante por amor foi mesmo, nao ter dormido durante 2 dias seguidos, pela minha miuda, tava doentita e eu tive k tomar conta dela, foi uma loucura total, e inda por cima passado dois dias encontrei-a a beijar outro!!!

Tomás disse...

coitado de ti, miguel. eu nesse mesmo dia, tinha era ficado pior do que ela ficou nesses dois dias... fogo, q miuda esssa!!....

GuroZen disse...

Fraquinhas fraquinhas, é só isso que fazem por nós??

Eu por Amor fui viver para a Cidade do México.
Habituado ao luxo em Lisboa fui viver para uma cidade com 22 milhões de habitantes, com um transito catastófico e um clima insuportável.

Estive 1 ano. Não me arrependo de ter ido, tambem não me arrependo de ter tomado a decisão de voltar, ela nunca fez o mesmo por mim, nunca veio, e a relação acabou.. mas não há um dia em que não pense nela.. é a vida.

Maria_S disse...

Nunca fiz nada de jeito :( e acho que não farei.

Anónimo disse...

conheci um homem, estivemos juntos 1 dia e assim que tive tempo, 1 mês depois, fui ter com ele a Itália. Não o conhecia, ele não me conhecia a mim, mas esse foi um dos melhores meses da minha vida. Estive lá 5 dias e acabou por não resultar, mas não me arrependo minimamente de ter tentado.

Vera disse...

"Anónimo disse...
Deixar alguém partir para ser feliz??? Porque nao se entendem?? Então nao era amor..."

As vezes a vida não é assim tão simples, e obrigar alguém a ficar ao nosso lado e abdicar dos prórpios sonhos, vontades, e quem sabe de um futuro melhor, não é lá grande prova grande amor!
Que o diga um amigo que deixou o amor da sua vida na Belgica.
O que tiver de ser será!
Deixa-los ir... se esse Amor se confirmar, as coisas acabarão por ter solução... não vale apena sufocar. Se não der... bem, a vida não pára!

Bem, vou calar-me que ja pareço aquelas psicologas das "tardes da Júlia". Que medo!
**** bjoca a todos

Gata Preta disse...

Espera, agora que leio... onde raio andam os gajos que aprendem a fazer sushi e mudam-se para sítios manhósos por causa de gajas? GuroZen , deixa adivinhar, por esta altura já tás casado, pai de filhos e a menina em questão ata-te todos os dias á perna da cama para não correr risco de fuga... Vocês são "gandas malucos"... mas vá lá, este tipo de coisas sempre me ajuda a não perder a "fé no mundo". Haja gente saudavelmente louca!

Anónimo disse...

Roubei o carro aos meus pais em plena tarde, depois de muitos meses de intensa amizade e voei baixinho durante 50 kms (apenas), ultrapassando todo o que era regra de transito para estar com ela uma horita a beber um café e conversar, junto ao mar, naquela que foi a nossa despedida embora eu não soubesse que o era...
Voltei para casa e fui apanhado, felizmente não aconteceu nada de grave no meu voo baixinho, mas o meu anjo passados alguns dias voou.
Obviamente que todos os dias penso nela...

calamity jane disse...

1) Não deixa de ser curioso constatar que a dimensão das 'loucuras' cometidas por amor (e logo o tamanho do mesmo) seja na maioria dos comentários proporcional aos kms percorridos.
Tb há algun(ma)s que as medem pelo facto de terem sido capazes de enganar (um outro) alguém por alguém que amavam. E tudo bem, ao que parece, se esse outro alguém forem os pais...
Claro, como toda a gente, já fiz uma coisa e outra. E muitas mais que talvez seja afinal excessivo revelar, sobretudo porque não sou habituée aqui da cx de coments e não quero chocar almas mais sensíveis ;-))

2) Tilt, que mal te pergunte: que idade tens?

Fada disse...

E creio que esta música ilustra este post e estes comentários, de alguma forma...

http://www.videocure.com/video/22471.html

Bom dia! :)

Beijitos

Sónia disse...

Gostei muito de ler todas as histórias.
Todos os dias faço uma coisa por amor. Ou melhor, muitas coisas por amor.

Vera F. disse...

Por amor decidi ir viver com ele após 1 mês de começarmos a namorar!Por amor enfreitei os olhares indiscretos, e o choque da notícia à família! Que pelo meu amor, teve de aceitar! Por amor, não me arrependo... e tenho esperança que dure para sempre! Por amor, acordo todos os dias com um sorriso nos lábios porque ele está na mesma cama que eu e também sorri!

Alanis disse...

Por amor fazemos tudo, basta que para isso o amor seja verdadeiro... E qd se ama alguém de verdade ama-se toda a vida.O amor é eterno, magoa-nos,faz-nos sofrer por vezes, mas também nos faz felizes. Quem atinge a plenitude do amor, não discute, não tem ciúme, porque sabe que sendo almas gémeas fazem parte um do outro, mesmo que não fiquem juntos no final, isso não importa porque se vão amar para sempre...

Anokas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anokas disse...

Por amor?
Por amor ao meu namorado suporto todos os dias a distancia de 3000km,ele trabalha na irlanda,eu em Portugal.
Talvez comparado com muitas pessoas o meu caso nao é assim tao especial,mas senti necessidade de partilha-lo convosco.

Já agora,têm sido os seis meses mais felizes da minha vida...